Acesso a dados orçamentários (em formato aberto) na América Latina: panorama da atuação dos intermediários nesse ecossistema

Claudio Albano e Gisele Craveiro

Este trabalho tem como principal objetivo: identificar processos de uso e reúso de informações governamentais relacionadas a orçamentos públicos, disponibilizadas em formato aberto, pela ótica dos intermediários, e iniciar um levantamento de elementos de um ecossistema em torno da oferta, da demanda e do consumo de dados orçamentários abertos nas cidades de São Paulo (Brasil), Montevidéu (Uruguai), Buenos Aires (Argentina) e Cidade do México (México).

Ao atender a esse objetivo, acredita-se que também será possível responder à questão de pesquisa, pois no decorrer do trabalho serão observados ou identificados os elementos envolvidos tanto no lado da oferta de dados orçamentários em formato aberto (infraestrutura técnica, legal e operacional) como no lado da demanda (que parâmetros norteiam o acesso, tratamento e uso desses dados) sob o ponto de vista dos atores intermediários. Dessa forma, a pesquisa procurará mapear demandas não atendidas e relações entre intermediários e consumidores, possibilitando maior e melhor aprendizado sobre seus resultados ou impactos das atividades que realizam. Então será possível mensurar se a atuação dos intermediários é capaz de superar eventuais problemas ou deficiências relacionados com a quantidade e a qualidade dos dados disponibilizados

Puedes ver el estudio completo siguiendo este enlace